> Actividades > Trabalhos dos nosssos Utentes > Versos Imprimir
A Agulha

Quem me dera ser uma agulha
Com a linha bem comprida
Para cozer as más-línguas
Que falam da minha vida.

Adeus ó Foz do Sabor
Tem duas pedras de assento
Uma para namorar
Outra para passar o tempo.

Estou paladinha de lã
Casca de romã
- Ó Maria dá cá o chá.
- Sem açúcar toma-o tu
- Com açúcar dá-o cá.

Quero cantar, quero rir
Enquanto solteira for
Depois de casada
Já me ralha o meu amor.

Por D. Ludovina

Amor de mãe
Amores
Andorinha emigrante
Homenagem a alguns idosos em Setembro de 1998
O 25 de Abril
O meu pião
Os teus olhos luminosos